sábado, 7 de maio de 2016

Momento frescagem do blog

Gildo como faço para abri a poupança?

Governo avalia lado positivo e diz que conseguiu fazer o Brasil passar um domingo sem Faustão


 A oposição rebateu o governo dizendo que foi o Eduardo Cunha que removeu o Faustão por um domingo 


     A assessoria do governo fez um balanço positivo mesmo com a derrota na Câmara. De acordo com os assessores do palácio do planalto, Dilma conseguiu fazer o povo brasileiro passar um domingo sem Faustão. 

    A oposição rebateu o governo dizendo que foi o Eduardo Cunha que removeu o Faustão por um domingo do povo brasileiro, pois foi o presidente da Câmara que datou o domingo 17 para votação do impeachment.

A renascença cai no esquecimento em Jataúba





Um dos únicos atrativos de Jataúba-PE era a produção de Renascença, renda de origem européia, do século XVI período do Renascimento, tecida em almofada e cujas aplicações se prestam ao adorno das mais diversas peças. Trazida ao Brasil pelos portugueses e ensinada no Recife em colégios internos e conventos, a Renascença chegou em Jataúba na década de 30, pelas mãos de uma senhora famosa na cidade, Maria Peitinho.Essa atividade artesanal, assumida pela grande maioria da população como meio de vida, pode ser facilmente encontrada nos lares  e na feira popular, realizada nas sextas-feiras  na cidade de Jataúba PE.
Antes de Antonio de Roque como prefeito, Jataúba era o maior produtor de renda Renascença do Brasil. A renda é exportada para diversos estados brasileiros e exportada para sete países da América, Europa e Ásia. A renda é a maior fonte de renda deste município pernambucano, localizado no Agreste. Maior produtor de renascença do País, Jataúba (222 Km do Recife) responde por 90% da produção nacional. A produção dos bordados envolve 80% dos 8,5 mil moradores da cidade, inclusive homens e crianças. Os desenhos geralmente exploram temas florais e o produto final demora de semanas a um ano para ficar pronto.

Vanzim quero cair na tua piscina.

As maiores mentiras do mundo.

Agronegócios: Chineses querem importar jumentos do Brasil, diz ministra




Ministra da Agricultura, Kátia Abreu recebeu a demanda durante missão na China; pedido inusitado gerou comentários bem- humorados e até discussões na internet.

Se a intenção manifestada pela China de importar 1 milhão de jegues por ano do Brasil, conforme disse um empresário chinês à ministra da Agricultura Kátia Abreu, nesta quarta-feira, 18, o negócio geraria ao Brasil uma receita de US$ 3 bilhões, considerando o preço médio dos asnos exportados este ano
Durante missão na China, a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, recebeu a demanda inusitada. Os animais são usados no País asiático na indústria alimentícia e na fabricação de cosméticos. O Brasil já faz essa exportação, mas em uma escala reduzida. Em 2015, foram vendidos 1,2 toneladas, o equivalente a US$ 15,4 mil.
A história foi relatada pela própria ministra pelo microblog Twitter. "No seminário dos empresários chamou a atenção um investidor com um interesse que nos pareceu piada, mas não era. Ele quer importar jumentos para a China", relatou. "Inacreditável, mas sua demanda é de 1 milhão de jumentos ano. Morro e não vejo tudo", disse a ministra. Será que Zé da Jega será o maior empreendedorista de Jataúba ?

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Crise leva fábricas de moda jeans de Toritama a fechar portas



O impacto da crise econômica mundial na venda de jeans em Toritama, no Agreste pernambucano, fez com que fábricas fechassem ou terceirizassem parte da produção como forma de baratear os custos.

Algumas empresas operam com máquinas próprias durante uma ou duas semanas do mês e no restante contratam serviços das centenas de empresas informais familiares espalhadas pela cidade e pela área rural de toda região. 
Essa prática obrigou fornecedores de máquinas e equipamentos, que até então restringiam sua área de atuação à “cidade do jeans”, como o município é conhecido, a buscar outros mercados.

Esse é o caso de Sisneiro Florência Queiroz, 34 anos, morador de Caruaru, que até o ano passado atendia cerca de dez confecções de Toritama, fornecendo máquinas e prestando serviço de manutenção. 

Das dez fábricas que Queiroz atendia, sete fecharam e três seguem no mercado. “Uma das empresas ainda sobrevive com produção totalmente própria e duas só produzem com maquinário próprio durante uma ou duas semanas por mês. Estou tentando vender para indústrias do município vizinho de Vertentes e para as empresas familiares”, contou.

A situação por qual está passando traz insegurança financeira, assinalou Queiroz. “Não há, nesse caso, a segurança de atender uma confecção grande, que solicita serviços com mais regularidade, mas vendo uma máquina aqui e outra ali. Penso que, quando a crise passar, essa forma que fui obrigado a buscar para sobreviver me renda um mercado maior. O importante é não parar.” 

Aelton cadê tu na padaria?

Presta atenção, Zé da Jega

Cercado de três mulheres na cama, Mister Catra deseja boa sexta-feira

'Bom dia, meus filhos... Eu desejo uma sexta-feira muita gostosa para vocês', escreveu o funkeiro no Instagram nesta sexta-feira, 17.

Mister Catra (Foto: reprodução/instagram)

Mister Catra tirou onda na manhã desta sexta-feira, 17. O funkeiro posou na cama cercado por três de suas mulheres e usou a imagem para registrar votos de uma boa sexta aos seguidores do Instagram.
"Bom dia, meus filhos... Eu desejo uma sexta-feira muita gostosa para vocês", escreveu o funkeiro.

Feliz aniversário, vereador.

Nova Bomba em breve na política de jataúba. Aguardem!!!