sábado, 23 de fevereiro de 2013


AGRICULTOR TEVE A MÃO DECEPADA


JOSÉ MALAQUIAS SOBRINHO, 65 anos de idade, reside na cidade de Jataúba e hoje por voltas das 08:00 quando passava ração para os animais em uma máquina forrageira no sítio "PRAQUIO" localizado a 3 km da sede do município, teve ele a mão direita totalmente arrancada pela máquina. O acidente aconteceu às oito horas e somente por volta das 11:00 chegou uma pessoa para buscar socorro. O agricultor estava sozinho e após sofrer o acidente ainda conseguiu puxar o fio da tomada e desligar a máquina mas mesmo assim o braço direito ficou preso dentro das navalhas e usando o outro braço, ele arrastou a forrageira por alguns metros tentando chegar na porta do local onde estava e não conseguiu. Com a chegada de um enviado de Deus, ao perceber o fato, entrou em contato com o SAMU Jataúba e logo chegou o socorro. Conduzido ao Hospital Municipal Ana Argemira Correia, a vítima teve o braço direito envolto por uma atadura e com a devida medicação prescrita pelo Dr. Robson que acompanhou o paciente na ambulância do Samu até a capital do agreste onde no HRA a vítima foi direto para o bloco cirúrgico.

HOMEM SOFRE ACIDENTE NA PE-160






Um homem aparentando 60 anos de idade, de identidade não informada sofreu um acidente na PE-160, nas proximidades do parque Xô Boi. segundo informações do sobrinho da vitima, ele estava bebendo em um bar em santa cruz do capibaribe, e resolveu ir para pão de açúcar  quando perdeu o controle da moto que ele próprio pilotava, e caio as margens da PE-160, e foi socorrido pela equipe do SAMU, com fratura exposta em um dos braços.


HOMEM TEM UM BRAÇO PARCIALMENTE AMPUTADO POR ATROPELAMENTO








Um acidente na PE-160, perímetro urbano, nas proximidades do posto Dinamus, deixa duas pessoas feridas, um homem e uma mulher. a mulher pilotava uma moto CG Titan, e o homem em uma bicicleta,o homem estava embriagado (segundo a policia) fazendo zig-zag na pista, na colisão o homem ficou com o braço esquerdo parcialmente amputado. as vitimas foram socorridas para o HRFA, com o apoio de uma equipe do SAMU e uma guarnição do GATI.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Eduardo Campos e seu ´´pacote de bondades``

Pelo pacote de bondades anunciado pelo governador Eduardo Campos (PSB) no encontro Juntos por Pernambuco nessa quinta-feira (21), para cada município pernambucano receberá uma quota extra do Governo de Pernambuco baseada no valor médio do repasse do Fundo de Participação dos Municípios em 2012.

Confiram quanto levam os municípios de nosso agreste:
-R$ 1.968.915,56 – Santa Cruz do Capibaribe

-R$ 1.406.368,27 - Brejo da Madre Deus

-R$ 1.547.005,09 - Surubim

-R$ 1.125.094,62 – Toritama

-R$ 984.457,80 – Taquaritinga do Norte

-R$ 703.184,15 – Jataúba


-R$ 421.910,50 – Vertente do Lério

QUE BOLA FORA!!!


Boa noite a todos!

Bem desculpem esses dias sem postar nada, simplesmente fui rackeado, ou seja estava sem acesso como administrador do Blog, acho que estas asneiras que escrevo deve estar incomodando alguém..
O papo hoje é o seguinte, varias pessoas me criticam por meter o pau na prefeitura, em minha defesa tenho somente algo a dizer eles fazem por merecer as criticas, a ultima é o corte de varias Algarobas pela cidade, é um absurdo isso, enfrentamos uma das maiores seca vista em décadas e a nossa amada prefeitura manda estirpar as poucas arvores que temos.
Não interesse que sejam Algarobas ou qualquer outra arvore, a arborização urbana tem um papel muito importante dentro de uma cidade, entre seus benefícios posso citar: valorização imobiliária, melhora o conforto térmico, reduz a incidência de sol direto, aumento da umidade relativa do ar, atenuação sonora e proteção do solo no inicio das chuvas.
Não sei se este corte é aparado por Lei, pois a Algaroba é uma espécie exótica, até procurei legislação pertinente mas não achei, indiferente de ser amparada ou não cortar uma arvore numa seca dessa é um absurdo, um ate inconsequente de alguém que quer mostrar algum serviço e da uma ordem dessas. 
No pouco conhecimento que tenho cortar uma arvore sem autorização é crime, para efetuar qualquer corte tem que se pedir autorização ao órgão responsável competente, seja na esfera municipal ou estadual, se a Prefeitura tem essa autorização me desculpe, mas mesmo assim este ato é repudiável, e não venham com desculpa que irão plantar outras, até essas arvores plantadas começarem a gerar os mesmos benefícios das arvores que estão sendo cortadas serão anos de espera que tivessem plantado antes e só depois tivessem esta péssima idéia de cortar essas Algarobas
Plantar uma arvore é um ato de responsabilidade por isso antes de plantar qualquer arvore procurem saber tudo a respeito da espécie, para depois não cometerem um crime alegando que a arvore esta acabando com sua cisterna, atrapalhando uma fiação e outros. 
E isso ai amigos pra fazer certas coisas é bem melhor ficar sem fazer nada, espero que o Ministério Público verifique se estes cortes podem mesmo ser executados.
Abraços a todos
Att.
Marcelo de Oliveira Neto
Gestor Ambiental

Prefeito de Jataúba recebe recursos do Governo do Estado para construção de calçamentos


                                    
Com menos de dois meses de governo, o prefeito de Jataúba, Antônio de Roque (PMDB) já começou a firmar as primeiras parcerias para melhorar a qualidade de vida da população jataubense. Nesta sexta-feira, em entrevista concedida ao programa Super Manhã, comandado por Geraldo Silva, na Rádio Jataúba FM, o chefe do executivo municipal disse que, após uma série de reuniões com o governador Eduardo Campos (PSB), conseguiu recursos para a melhoria na infraestrutura da cidade.
Com os recursos que foram liberados, a Prefeitura de Jataúba vai começar uma série de obras para construção de calçamentos em várias ruas da cidade. Dessa forma, além de contribuir para o crescimento de todas as áreas do município, a Prefeitura contribui também com a diminuição de uma série de problemas relacionados à falta de calçamento nas ruas. As obras devem ser iniciadas ainda nesse primeiro semestre.
Combate a seca
Além dos recursos para as obras de construção de calçamentos, o prefeito Antônio de Roque disse também que levou até ao governador Eduardo Campos um panorama sobre a situação da seca em Jataúba, que vem afetando várias cidades em todo o Nordeste desde o ano passado.

Como a situação das chuvas ainda não atingiu um nível maior na região, o gestor disse que o Governo do Estado vai disponibilizar mais carros-pipa para fazer o abastecimento emergencial, enquanto o nível dos reservatórios ainda continua abaixo da média.
                     

Governador da PB autorizará pavimentação das estradas que ligam Coxixola e São José dos Cordeiros a Serra Branca




Uma informação exclusiva obtida pela reportagem de Cabelo de Ouro junto aos prefeitos de Coxixola, Givaldo Limeira, e São José dos Cordeiros, Fernando Queiroz, dá conta de que o Governo do Estado incluiu em seu plano de pavimentações asfáltica as estradas que ligam os municípios a Serra Branca.

Segundo Givaldo Limeira, o governador Ricardo Coutinho confirmou durante encontro desta semana que pretende vir ao Cariri em Abril assinar a ordem de serviço para a pavimentação das estradas. Fernando Queiroz informou que está tentando com a assessoria de Ricardo uma antecipação dessa autorização, o que segundo Fernando, deverá ser tratados nos próximos dias com o governador.

O projeto técnico para pavimentação das estradas já está pronto e os recursos para a obra foram assegurados através do último empréstimo aprovado pelo Governo junto ao BNDES.

                  Image
                         

COCHONILHA DO CARMIM E CONVIVENCIA COM O SEMIARIDO


Preto de Porcina /Foto Sintraf  Congo
         A cochonilha do Carmim, Dactylopius opuntiae, é um inseto que se alimenta da seiva das plantas e além de sugar a planta, a cochonilha também pode introduzir vírus ou toxinas que deixam à planta amarela e murcha podendo destruir a palma forrageira dentro de poucos meses se não for combatida rapidamente.

        A melhor forma de identificar a praga é verificando a presença de flocos brancos (colônias) nas raquetes da palma. Ao esmagar as colônias há a liberação de líquido avermelhado.

Foto Sintraf Congo
Foto Sintraf Congo
Foto Sintraf Congo
Foto Sintraf Congo
Foto Sintraf Congo
Foto Sintraf Congo
Foto Sintraf Congo
Foto Sintraf Congo
Foto Sintraf Congo
Foto Sintraf Congo
O controle desta praga tem demonstrado pouca ou nenhuma eficiência, uma vez que nossos palmais já foram quase que totalmente dizimados, causando um prejuízo incalculável para a pecuária do cariri paraibano, pois a palma forrageira era uma reserva estratégica dos nossos pecuaristas para utilização no período de seca, fenômeno natural no semiárido.Temos que buscar alternativas para superar o problema da Cochonilha do Carmim, como por exemplo, plantar variedades de palma forrageira tolerante a Cochonilha do Carmim, quando tiver chuva suficiente para produção de forragem fazer armazenamento através da fenação e ensilagem da matéria verde que se encontra em abundância para utilizar no período de escassez, buscar valorizar culturas nativas na alimentação animal, como por exempla a maniçoba em forma de feno ou silagem, a jureminha, o mata pasto, dentre outras que são culturas riquíssimas em proteínas e energia, tem ainda a vantagem de rebrotar rápido logo nas primeiras chuvas dando um suporte forrageiro de qualidade, porem têm sido pouco ou nada utilizados em nossa região.
O Agricultor Familiar Preto de Porcina que reside no Sitio Conceição zona rural do Congo/PB, disse "essa doença da palma veio pra acabar com todo rebanho, porque era só o que tinha pra dar aos animais e agora com essa situação o que é que vamos fazer" o agricultor informou que quando descobriu a cochonilha em sua plantação de palma "foi apenas em uma folha tinha uma pintinha branca e no outro dia já estava em mais de dez pé". 

Para Zé Viana "da pena ver a palma morrer sem agente poder fazer nada para combater e com isso o nosso gado também vai morrer".

A unidade operacional da Emater/PB no município do Congo esta em parceria com o SINTRAF -Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar do Congo desde do ano passado esta divulgado e organizando os agricultores familiares para armazenarem forragens para seus animais. Para o Gerente da unidade da Emater no município o Extensionista Rural I Carlos Alexandre " só com a conscientização e a difusão de novas tecnologias é que podemos dar aos nossos agricultores familiares uma melhor convivência no semiárido".

Fonte: Congo Noticias com Carlos Alexandre

DR. EDSON AFIRMA QUE OPOSIÇÃO QUER ASSUMIR DE TODO JEITO



O Prefeito de Brejo da Madre de Deus, Dr. Edson de Souza (PTB), se pronunciou ontem, quarta feira, dia 20 de fevereiro, sobre o pedido de mandato de segurança impetrado pelos advogados do Ex-Prefeito do município, Roberto Asfora (PSDB), quando na oportunidade pedia o afastamento imediato do atual prefeito, dando posse ao ex-prefeito que foi derrotado nas eleições de outubro do ano passado.
 O Prefeito classificou o fato sem fundamentos, haja vista que o julgamento agora sobre sua situação pertence ao Tribunal Regional Eleitoral (TER) e deverá ser analisado e jugado por um colegiado de sete magistrados.
 “Nós iremos acompanhar de perto e estamos confiantes que não irá acontecer o que meus adversários estão torcendo. Fui eleito para administrar o meu município e de maneira transparente tenho feito meu governo”, enfatizou o Doutor.
 O Prefeito ainda da oportunidade afirmou que o Ex-Prefeito quer assumir a Prefeitura Municipal de todo jeito, mas acredita que isso não acontecerá. “A oposição fica colocando seus próprios seguidores ao ridículo, pregando que dentro de três dias estarei sendo impedido de continuar a frente do poder executivo, e isso não passa de ilusões passadas aos mais apaixonados”.
 Com relação a sua acusação, o Chefe do Executivo considerou o caso inédito, pelo fato que a Prefeitura apoia um evento que já acontece há mais de dez anos e que sempre contou com apoio da Prefeitura Municipal.
Do: Jornal Agreste Notícia 
                        

CARRO ROUBADO É RECUPERADO PELA POLÍCIA MILITAR EM SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE



Durante a noite de ontem, quinta feira, dia 21 de fevereiro, a Polícia Militar através do trio da ROCAM, conseguiu apreender duas pessoas com um carro roubado e com placas clonadas.
 Segundo informações da Polícia, ao ser informada sobre um veículo de procedência duvidosa no bairro da Palestina em Santa Cruz do Capibaribe. De imediato a guarnição se deslocou até o local e localizou o veículo da marca Ford, modelo Eco Aporte XLS 1.6, ano 2007, cor preta e placas KKX-9128 de Recife. Ao ser abordado e através do chassi do veículo, foi constatado que a placa legal do mesmo deveria ser KFZ-6901.
 Na oportunidade o “Proprietário” do veículo, Laércio José da Silva, de 37 anos de idade, residente na Travessa São Joaquim no mesmo bairro aonde a ação Policial foi deflagrada. Ao ser indagado sobre a procedência do veículo, o imputado relatou que adquiriu o mesmo a Júnior Flavio da Silva, 39 anos.
 Os envolvidos juntamente com o veículo, foram conduzidos para a Delegacia de Polícia da cidade de Santa Cruz do Capibaribe, aonde ficaram a disposição do Delegado de Plantão.
Do: Jornal Agreste Notícia 
                     

Ciclista Lucimario Gravando Para o Globo Esporte em Brasilia.









                       

DOIS BANDIDOS MORRERAM EM TROCA DE TIROS COM A POLÍCIA EM CARUARU









Guiné


"MATADOR"


Era por volta das 8 horas da manhã de hoje (sexta-feira, dia 22), quando dois marginais seguiam um empresário pelo bairro Maurício de Nassau para assassiná-lo. Quando eles pararam o veículo na rua Marcionilo Francisco, no mesmo bairro para esperar o empresário deixar a filha na escola para executá-lo, foram surpreendidos com a chegada do efetivo da equipe de operações Malhas da Lei, que já vinha monitorando a dupla de criminosos.

Houve troca de tiros e os dois meliantes, identificados por Márcio Fernando da Silva Vaz, vulgo “Guiné” de 25 anos, que morava na rua da Prosperidade, Salgado e Emilaelton  Cristiano de Lima, vulgoMatador ou Gordo de 21 anos, foram baleados. Eles chegaram a ser socorridos pelo efetivo e levados ao HRA, mas o Guiné morreu a caminho, já o Matador chegou a dar entrada na unidade hospitalar com perda de massa encefálica, mas devido a gravidade, não resistiu e também veio a falecer.
De acordo com a polícia, os acusados foram contratados para praticar o homicídio e para isso receberiam 3 mil reais pelo “serviço”. Natural de Bezerros, Matador era tido como um marginal de altíssima periculosidade, inclusive e estava sendo procurado pela polícia e pela justiça acusado de participação em mais de dez homicídios e já teve passagem pela FUNASE, quando menor por ter sido acusado de homicídios em Bezerros.

BOLSA FAMÍLIA: MINISTRA REFORÇA IMPORTÂNCIA DO CADASTRO ÚNICO NO COMBATE À POBREZA


A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, reforçou hoje (22) a importância do cadastro único, criado em 2003 para unificar programas sociais do governo, no combate à pobreza extrema no país.

Ao comentar as mudanças no Programa Brasil sem Miséria, ela explicou que as medidas preveem custeio exclusivo por parte do governo federal. Com a ampliação, cerca de 2,5 milhões de beneficiários do Bolsa Família vão receber complemento para ultrapassar a renda de R$ 70 por pessoa, considerado o patamar que supera a linha da extrema pobreza. Segundo a ministra, a partir de março, nenhuma família cadastrada estará abaixo dessa linha.

“Viramos essa página da história tirando essas pessoas da miséria, mas isso é só o começo porque miséria não é só uma questão de renda. Queremos levar serviços, saúde, educação, oportunidade, creche, documentação civil, um conjunto de direitos, qualificação profissional, oportunidade de emprego”, destacou, durante o programa Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, em parceria com a Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

Informa a AGÊNCIA BRASIL
                     

SAIBA DIREITOS TRABALHISTAS DAS GRÁVIDAS


Uma decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) publicada há uma semana dá às mulheres que engravidarem durante o aviso prévio o direito à estabilidade até o quinto mês após o parto. A estabilidade já é um direito para gestantes em contrato regular de trabalho e, com a decisão, vale também para quem cumpre aviso prévio, ou seja, quem já foi demitido ou pediu demissão. Ainda cabe recurso.

Grávida (Foto: Bidôla)
O caso analisado foi o de uma enfermeira de São Paulo que pediu reintegração ao trabalho após rescisão durante gravidez. No caso, o tribunal não reintegrou a mulher ao trabalho, mas concedeu à gestante o direito ao pagamento dos salários e da indenização referentes ao período entre a data em que ela foi despedida e os cinco meses posteriores ao nascimento da criança (veja no vídeo acima).

A decisão é uma resposta a uma antiga dúvida das mulheres a respeito da legislação trabalhista sobre gravidez. O G1 listou abaixo outras dúvidas comuns às trabalhadoras gestantes e colheu as respostas de dois especialistas em direito trabalhista, a advogada Maria Lúcia Benhame, sócia do escritório Benhame Sociedade de Advogados, e o advogado Carlos Eduardo Dantas, do escritório Peixoto e Cury Advogados.

Segundo eles, a empresa não pode, por exemplo, alegar que a funcionária engravidou “de propósito” no período de aviso prévio, que pode ser de até 90 dias, para garantir o direito à licença-maternidade. 

“A empresa corre o risco de responder por dano moral, pois é fato de difícil comprovação. É uma situação que, ainda que possa ocorrer, não muda nada em termos de estabilidade”, afirma Dantas. Veja abaixo o tira-dúvidas.

Quais são os direitos assegurados por lei à trabalhadora gestante?
De acordo com os advogados, a gestante tem direito à estabilidade no emprego da concepção até cinco meses após o parto e licença-maternidade de 120 dias remunerada. Ainda segundo Dantas, a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), nos artigos 389, 392 e 396,  assegura à mulher a transferência de função, quando as condições da gestante assim o exigirem; a realização de exames; pausas para amamentação; e o direito à creche.

Em uma entrevista de emprego a candidata deve falar que está grávida?
Para a advogada Maria Lúcia Benhame, a candidata deve relatar sua gravidez durante a entrevista. “Mas isso pode custar à vaga, pois a empresa estaria contratando uma pessoa que logo se afastará das suas funções”, alerta. Carlos Eduardo Dantas reforça a tese. “O fato de a candidata estar, ou não, grávida, não poderá ser considerado como critério para a contratação. Assim, não deveria haver prejuízos em compartilhar tal informação, quando da entrevista. Entretanto, na prática, sabe-se que, caso ela fale, corre o risco de não ser contratada, sob um argumento qualquer, não relativo à gravidez.” Ainda segundo eles, uma candidata gestante pode concorrer a uma vaga em qualquer período da gestação e poderá trabalhar até o início do afastamento obrigatório.

Durante a entrevista, o empregador pode perguntar se a candidata está grávida ou se pretende engravidar?
Para Maria Lúcia, qualquer pergunta em relação à gravidez é vedada na entrevista de emprego. Já Dantas diz que o entrevistador pode perguntar isso à candidata. “O que a empresa não pode é deixar de contratar por isso”. Segundo ele, a Lei 9.029/95 (que proíbe a exigência de atestados de gravidez e esterilização e outras práticas discriminatórias, para efeitos admissionais ou de permanência da relação jurídica de trabalho, e dá outras providências) taxativamente proíbe, inclusive com pena de detenção de até dois anos e multa, que o empregador realize quaisquer tipos de testes, com o intuito de verificar o estado de gravidez. Os advogados salientam, ainda, que se a candidata conseguir provar que não foi contratada por estar grávida, ela pode entrar na Justiça contra a empresa contratante pleiteando indenização por dano moral.

A funcionária é obrigada a contar que está grávida para o chefe? Como deve ser a formalização disso com a empresa?
Para o advogado Dantas, a garantia prevista na legislação não depende do conhecimento, pelo empregador, do estado de gravidez da funcionária. Mas ele diz que é recomendável que ela comunique a empresa que está grávida. A empresa poderia, em um eventual processo, alegar o desconhecimento do estado da empregada. Dantas diz ainda que “a CLT determina que a empregada notifique o empregador, mediante atestado médico, sobre a data do início do afastamento do empregado, que poderá ocorrer entre o 28º dia antes do parto e a data do parto”. Já segundo a advogada Maria Lúcia, a mulher deve comunicar oficialmente a empresa apresentado comprovação de exame de sangue ou ultrassom.

Se a mulher fica grávida durante o período de experiência na empresa, quais são seus direitos?
Os advogados Dantas e Maria Lúcia destacam que o novo entendimento do TST na súmula 244, alterada em setembro de 2012, indica que mesmo durante o período de experiência, a gravidez garante à funcionária o direito à estabilidade no emprego. Maria Lúcia destaca ainda que “esse é um entendimento jurisprudencial, não é lei, e, portanto, em caso de demissão sem justa causa, ela poderá pleitear a reintegração na Justiça do Trabalho. A empregada não tem direito a indenização, mas sim a reintegração no emprego”.

Quais são os direitos a visita ao médico e exames durante o horário de trabalho?
No entendimento da advogada Maria Lúcia, “como qualquer ida a médico, a gestante se comparecer a médico no horário de trabalho deverá apresentar atestado médico para abono de falta”. Já o advogado Dantas diz que “a gestante poderá se ausentar pelo tempo necessário para realização de, no mínimo, seis consultas médicas e demais exames complementares.

Se durante a gravidez a gestante sofrer um aborto espontâneo e perder o filho, quais são os seus direitos?
De acordo com os advogados, o artigo 395 da CLT diz que em caso de aborto não criminoso, comprovado por atestado médico oficial, a mulher terá direito a repouso remunerado de duas semanas.

No caso de uma gravidez de alto risco, o que acontece se o médico recomendar repouso absoluto?
Neste caso, a situação se configura auxílio-doença, e não benefício da gravidez. Assim, a empresa arca com os primeiros 15 dias do afastamento e o INSS assume em seguida. De acordo com os advogados, após o parto, o auxílio-doença será transformado em salário maternidade, e a empresa passará a arcar com os pagamentos.

Como funciona a licença-maternidade?
Os advogados explicam que a licença maternidade é um benefício previdenciário pago durante 120 dias e poderá ter início até 28 dias antes do parto. As empresas podem ainda aderir ao programa de conceder o benefício de seis meses de afastamento nos termos da Lei 11.770/2008, mas isto não é obrigatório. Durante a licença maternidade, o benefício para uma funcionária comum é pago diretamente pelo empregador, que depois se ressarce perante o INSS. No caso de uma empregada doméstica, ela terá direito à estabilidade e à garantia contra dispensa arbitrária, mas o salário será pago pelo INSS.

Quais são os direitos na volta ao trabalho ao período de amamentação?
A CLT, no artigo 396, assegura, até que o filho complete seis meses de idade, dois intervalos diários de meia hora cada um, para amamentação, explicam os advogados.

E no caso de uma funcionária que esteja em processo de adoção de uma criança. Se ela ganhar a adoção durante o aviso prévio, como ficam seus direitos de licença maternidade?
Maria Lúcia destaca que não há definição sobre essa situação na súmula 244 do TST. Dantas interpreta que para a funcionária que adotar ou obtiver guarda judicial para fins de adoção, é devido o salário-maternidade, nos seguintes períodos:
• 120 dias, se a criança tiver até 1 ano completo de idade;
• 60 dias, se a criança tiver de 1 até 4 anos completos de idade;
• 30 dias, se a criança tiver de 4 até completar 8 anos de idade.

Jota Isaias