sábado, 28 de março de 2015

boas páscoas

Semana Santa tem Gervásio das Bicicletas

Resultado de imagem para GERVasio JATAÚBAResultado de imagem para GERVasio JATAÚBAResultado de imagem para GERVasio JATAÚBA

Resultado de imagem para GERVasio JATAÚBAResultado de imagem para GERVasio JATAÚBA

Riva lança nota de esclarecimento




Eu até poderia concordar, mas é teoria. Dizer que vivemos uma democracia é no mínimo uma piada, uma sociedade em que tu só tem obrigações e os direitos escoa pelo ralo não é democracia, vamos chamar então o regime de agora de Coisa. 
Agora vamos fazer breves comparativos entre a Coisa e Ditadura que tivemos: 
Na ditadura as tuas chances de morrer assassinado em qualquer horário do dia ou da noite era de 0,0000001%, já hoje sequer temos segurança e que piora todos os dias além de já termos banalizados os crimes, se não carregar a vítima arrastada em um carro pelas ruas ta tudo normal. 
Me lembro da minha carteira de saúde do INSS, era só apresentar e ser atendido, e o que era melhor, por médicos de verdade, hoje na área de saúde o que é noticia é "morre grávida que não foi atendida em BH; Idoso morre na fila do SUS no RS; Hoispital onde morreram 22 recém nascidos é fechado para investigação; Consulta do SUS leva até 1 ano para ser atendido" e a autoridade responsável que desviou os recursos da saúde, vai à imprensa dizer que irão investigar o caso como se o culpado fosse outro, da pra vomitar. 
Comparar o ensino da Ditadura com o da Coisa é de outro mundo, a quantidade de zeros distribuidos na redação dos vestibulares e nas provas de matemáticas falam por si só, e a solução da Coisa é acabar com o vestibular instituir o Enem como veículo oficial, sem decoreba, valorizar o pensamento e não o conhecimento. A experiência com a escola construtivista e o assustador aumento no número de crimes dentros das escolas paracem insuficientes para a Coisa cair na real. 
Portanto, ficando só com os ítens saúde, educação e segurança vê-se não tratar-se de saudosismo, é sobrevivência mesmo. 
Outra coisa, não acredita nesse papo de que na Ditatura não podíamos sair, tudo era proíbido, não é bem assim. Ladrão e vagabundo não tinham vez, tinha autoridade prepotente? tinha mas hoje também, só que hoje ainda são desonestos e corruptos. Havia censura na TV, havia mas convenhamos quanta coisa deveria ser censurada hoje e passa batido, apologia ao crime e as drogas em música por exemplo 
Agora que podia não ser a situação ideal é fato, porém, comparado com a Coisa te garanto que era melhor.

Se o povo nunca reclama é porque está tudo bem.



sexta-feira, 27 de março de 2015

                   AUTO_son

Polícia troca tiros com bandidos na PE-145 entre Brejo e Jataúba e consegue recuperar veículo roubado


O carro foi levado para a delegacia no centro do Brejo da Madre de Deus
De acordo com informações repassadas pela Polícia um veículo modelo GM Classic de cor prata e placa PGL 5726 de Bezerros foi roubado na cidade vizinha Belo Jardim nesta quinta-feira (26) e os assaltantes fugiram no sentido Brejo da Madre de Deus.

A Polícia montou um bloqueio na PE-145 entre Brejo da Madre de Deus e Jataúba e quando os elementos avistaram a PM, imediatamente abandonaram o veículo e entraram no mato. Houve troca de tiros mas os elementos conseguiram fugir. Nenhum Policial saiu ferido e até o fechamento dessa matéria não se sabe se algum dos assaltantes foi baleado.

O veiculo foi levado para a delegacia em Brejo da Madre de Deus, onde a polícia aguarda o proprietário para fazer a restituição após a apresentação da documentação.


Do Estação Notícias 
                         mario

Ministério Público abre investigação sobre reajuste do governo para piso dos professores


O projeto de lei do governador Paulo Câmara (PSB) que reajusta o piso salarial dos professores da rede oficial do Estado em 13,01% está, oficialmente, desde quarta-feira (25), sob investigação por meio de inquérito civil do Ministério Público de Pernambuco (MPPE). A investigação foi aberta pela Promotoria de Justiça em Educação do MPPE com a finalidade de esclarecer se o governo estadual está cumprindo integralmente este ano a Lei do Piso Salarial Nacional do Magistério (nº 11.738/08). O índice é definido pelo Ministério da Educação no mês de janeiro e o Estado aplicou corretamente os reajustes de 2011 a 2014.

Na abertura do procedimento, a Promotoria da Educação do MPPE definiu como primeiro passo a escuta, em audiência pública, na sede do órgão, terça-feira (31), às 14 horas, do secretário de Administração do Estado, Milton Coelho (PSB), intimado em razão de ser o titular da pasta que responde pelas negociações e definições salariais dos servidores públicos. Milton revelou, ontem à noite, não ter recebido ainda a intimação, mas antecipou que consultará a Procuradoria Geral do Estado para saber se é obrigado a comparecer. “O importante é a informação ou minha presença? Para esclarecer, tanto pode ser por mim como por outro”, questionou.

O inquérito é uma “ iniciativa de ofício” da Promotoria da Educação do MPPE, assinado pelas promotoras Eleonora Rodrigues e Allana Uchoa. A promotoria foi provocada, segundo revelou Eleonora, pelo noticiário sobre o projeto de lei (n° 79) do governo que tramita na Assembleia Legislativa, reajustando o piso salarial, mas não aplicando o índice sobre os salários dos docentes com formação superior. 

O tratamento diferenciado levou a categoria a rejeitar a proposta, que foi retirada da pauta de votação da Alepe, e decretar o estado de greve. “O inquérito quer saber o porquê do PL não contemplar a Lei do Piso ao não atender a todos. O MPPE provoca o Estado a esclarecer. O piso tem relação com a qualidade da educação e greve prejudica os alunos. Queremos evitar. Como é uma tentativa de conciliação, vamos convidar (evitar o termo intimação) o secretário”, detalha Eleonora.
                AUTO_jbosco

Paixão de Cristo de Nova Jerusalém começa neste sábado (28)



Uma das mais famosas encenações da morte e ressurreição de Jesus, a Paixão de Cristo de Nova Jerusalém, no Agreste de Pernambuco, começa mais uma temporada neste final de semana. Hoje, acontece a pré-estreia, só para convidados; neste sábado, a peça entra em cartaz para o público em geral, com sessões que vão até dia 4, sempre a partir das 18h. 

O destaque deste ano é a presença do ator global Igor Rickli, que viverá Jesus. Não é a primeira vez que o galã interpreta o Cristo – ele já fez o mesmo papel no musical Jesus Cristo superstar – o que, segundo o artista, vai somar à sua criação. “Não vou começar do zero, tenho uma bagagem que vai me ajudar, mas tenho certeza de que será um trabalho diferente do que fiz”, declarou Igor em entrevista. “Tenho que chegar próximo de um Jesus que as pessoas conhecem”, completou o ator que, diante da grandiosidade da cidade-teatro de Fazenda Nova, se confessou apreensivo. Em quase cinco décadas, a montagem já foi assistida por 3,5 milhões de espectadores, vindos de todas as partes do Brasil e do exterior.

Além dele, outros artistas nacionais integram o elenco de 50 profissionais, como Humberto Martins (Pilatos), Paloma Bernardi (Maria) e Thaiz Schmitt (Herodíades). A peça conta ainda com 400 figurantes atuando em nove palcos-plateia de um complexo considerado o maior teatro ao ar livre do mundo. 

JC Online

                sinovaldo

MEDICAMENTOS DEVEM TER REAJUSTE DE ATÉ 7,7%, DIZ INDÚSTRIA

O preço dos remédios deve ter reajuste máximo entre 5% e 7,7% neste ano, segundo estimativas da indústria farmacêutica. Os valores são superiores aos do ano passado, quando os índices variavam de 1% a 5,7%. Os percentuais oficiais de reajuste máximo permitido devem ser divulgados pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed) no dia 31 de março. A previsão, no entanto, é que haja pouca variação em relação aos cálculos da indústria.

A estimativa desde ano foi feita com base nos índices que, junto com a inflação, compõem o novo cálculo adotado pelo governo para fixar o reajuste máximo do preço dos medicamentos. Os índices, que se baseiam em fatores como produtividade e custos dos insumos, foram divulgados no Diário Oficial da União nesta quinta-feira (26).

Em geral, o reajuste é dividido em três faixas, com base na concentração do mercado. Assim, medicamentos mais simples e produzidos por mais empresas costumam ter permissão de reajuste maior --uma vez que a indústria costuma baixar os preços para manter a concorrência. Entram nessa lista, por exemplo, medicamentos como omeprazol, usado para tratamento de gastrite, e amoxicilina, antibiótico usado para tratar infecções urinárias e respiratórias.

Na outra ponta, remédios fabricados por menos empresas, os quais as indústrias teriam facilidade para aumentar os preços, têm menor índice de reajuste permitido.

Ao todo, 19 mil produtos estão sujeitos ao novo reajuste. O aumento, no entanto, não chega imediatamente às farmácias. A previsão é que as primeiras variações de preço ocorram entre junho e julho, com a reposição dos estoques.

Indústria e varejo também podem praticar um reajuste menor do que permitido, principalmente em casos de produtos de grande concorrência.

Para Nelson Mussolini, do Sindicato das Indústrias Farmacêuticas do Estado de São Paulo (Sindusfarma), embora seja maior do que no ano passado, o novo reajuste não repõe os custos de produção do setor. Ele teme impactos como redução de mão de obra e investimentos em novas pesquisas para desenvolvimento de remédios.

"Para o consumidor também é ruim porque os descontos nas farmácias vão diminuir. E a indústria deixa de investir em inovação", afirma.
            AUTO_elvis

Mais um acidente na PE 160 próximo a Jataúba na manhã desta sexta-feira.


Na manhã desta sexta-feira (27) por volta das 8:40h, aconteceu mais um acidente na PE 160 que liga Jataúba/Santa Cruz do Capibaribe, desta feita trafegava pela referida PE duas pessoas em uma moto FAN 150 sem placa trata-se de do popular Sivonaldo Manoel da Silva 29 anos e sua esposa Josefa Simone de Freitas de 28 anos de idade os mesmo são de São domingos do Brejo da Madre de Deus. 
Segundo as testemunhas que presenciaram o acidente, falaram que os mesmos vinham sentido Jataúba, quando perdeu o controle da motocicleta vindo cair em um barranco, de imediato Sivonaldo foi socorrido por populares pois estava com escoriações leves apenas no nariz e no dedo da mão esquerda, já a sua esposa ficou esperando a chegada do SAMU, pois estava com o quadro de saúde mais delicado, populares passaram todo o tempo necessário com uma coberta para proteger a mesma do sol. 

Foi acionaram a equipe do SAMU que de imediato se dirigiu ao local, onde fizeram os primeiros socorros e encaminharam para o Hospital Municipal de Jataúba, com escoriações leves Sivonaldo foi atendido na unidade hospitalar e a sua esposa Simone por está em situação mais delicada foi transferida para um outro hospital de nossa região. 
Momento do atendimento da equipe do SAMU.
Vários curiosos no local.
                     Momento em que Simone era colocada na Unidade Móvel SAMU
Sivinaldo sendo atendido na Unidade Hospitalar.
Equipe que fizeram mais um belíssimo trabalho, que está de plantão nesta sexta-feira conta com Antonio e Rosa. 
A moto ficou com a frente parcialmente destruída. 


Fonte: Blog Jataúba News.

quinta-feira, 26 de março de 2015

              AUTO_newtonsilva

Ex-prefeito de Pedra é condenado a mais de 10 anos de prisão por fraudes em licitações


O ex-prefeito Francisco Macedo, de Pedra, no Agreste de Pernambuco, foi condenado a dez anos e seis meses de prisão por fraudes em licitações. A condenação foi da Justiça Federal em Pernambuco (JFPE), atendendo a um pedido do Ministério Público Federal (MPF). Além dele, também foi condenado Luiz Bispo, titular da empresa H&L Locação e Serviços.

De acordo com a assessoria de imprensa do MPF, na sentença consta que os dois fraudaram três processos licitatórios entre 2005 e 2006, com o intuito de desviar verbas públicas federais. "O objetivo das licitações era contratar empresa de locação de veículos, com motorista, para transporte de estudantes e professores, bem como de médicos e enfermeiros para postos de saúde localizados na zona rural", explica o departamento.

Os recursos eram oriundos do Programa Nacional de Transporte Escolar (PNATE) e do Fundo Municipal de Saúde. "As apurações demonstraram que o próprio titular da empresa vencedora dos certames era o responsável pela condução dos processos licitatórios, tudo feito com conhecimento e conivência do então prefeito de Pedra. Além disso, em um dos certames não houve publicação de edital de licitação na imprensa oficial, o que prejudicou o caráter competitivo", informa o MPF.

Apenas a empresa do titular condenado participou daquele certame. Em outro processo havia o convite formal para três empresas, mas a dele foi a vencedora. O estabelecimento também não possuía veículo próprio, o que contrariava uma das exigências do edital de licitação.

Os dois poderão recorrer da sentença em liberdade, segundo a assessoria do MPF. Por telefone, o advogado do empresário Luiz Bispo informou que irá recorrer da decisão junto ao Tribunal Regional Federal (TRF). A redação não conseguiu localizar a defesa do ex-prefeito.